Um Breve Exame

Tocar o Shofar é uma parte inseparável da atmosfera dos Dias Temíveis e das Grandes Festas Judaicas.

O clímax das Grandes Festas é Rosh Hashanah e Yom Kippur. Rosh Hashanah também é chamado de “Yom Teruah” (o dia do toque do Shofar), como encontramos no Livro de Números (29:1):

“No primeiro dia do sétimo mês, tereis santa convocação; nenhuma obra servil fareis; será dia do toque do Shofar”.

Nos Tempos Antigos

Na época bíblica, o Shofar tinha vários outros usos. Quando o Templo ainda existia, o toque do Shofar acontecia nos feriados religiosos e dias de alegria (Números 10:10):

“No dia da vossa alegria e nas vossas solenidades, e nos princípios dos vossos meses, também tocareis as vossas trombetas sobre os vossos holocaustos e sobre os vossos sacrifícios pacíficos…”

O início do Shabat era anunciado com Shofars, e com Shofars eram marcados o começo dos meses e o 50º ano do jubileu (Yovel). Também, a Torá foi dada sob um som constantemente crescente de Shofar e as muralhas de Jericó caíram ao serem tocados.

Reis eram coroados ao som dos Shofars e com Shofars o povo era reunido para guerras, eram alertados de perigos e sabiam sobre vitórias em batalhas. Movimentações feitas pelo exército popular eram acompanhadas do toque do Shofar. A razão para tudo isto era frequentemente o forte som que podia ser produzido por um Shofar.

Nas orações, dizemos: “E um grande Shofar irá soar, e a voz de fino silêncio deverá ser escutada, e anjos se apressarão e pavor e medo irão apertá-los, e dirão que este é o Dia do Julgamento…”.

Desde a destruição do Templo e a abolição do Sanedrin, o Shofar permanece para o cumprimento dos mandamentos do Rosh Hashanah e Yom Kippur. Em algumas comunidades, o Shofar é tocado também durante os Dias de Selihot e em jejuns.

Na História do Estado de Israel

O Shofar teve funções importantes em ocasiões especiais na História do Estado de Israel:

  • Na Guerra dos Seis Dias (1967), imediatamente após a conquista do Muro das Lamentações, que é remanescente de nosso Templo, o rabino-chefe de Israel tocou o Shofar pela vitória.
  • Quando um presidente de Israel é empossado, o Shofar é tocado.
  • Os reféns libertados na Operação Entebe foram saudados no retorno ao país com o som do Shofar.
  • Algumas comunidades ainda tocam o Shofar no festival Mimuna, na última noite do Pessach.
  • Na Caverna de Elias e no Túmulo do Justo, alguns fiéis tocam o Shofar durante orações especiais

Lendas e segredos cercam os produtores de Shofar e o processo de fabricá-lo. De fato, mais é desconhecido do que sabido. Aqui você pode ter um breve apanhado sobre o universo único de um dos mais antigos e especiais instrumentos de culto da cultura judaica.

Clique em um dos links para saber mais sobre este universo.

voltar ao topo ^