aboutTitle

Os premiados shofars (shofarot, em hebraico) das famílias Bar-Sheshet e Ribak têm uma longa e admirável estirpe, refletindo a história épica do povo judeu, atravessando a diáspora e finalmente voltando ao lar em Israel.
A tradição da família Bar-Sheshet começou na Espanha do século XIV, na época do grande rabino Yitzhak Bar-Sheshet (também conhecido como “Ribash”). Enquanto a comunidade judaica da Espanha vivia perseguições, o filho do rabino começou a esculpir pentes refinados e colheres a partir de chifre e, em seguida, concentrou-se na produção de shofars – uma arte difícil mas recompensadora. Após a expulsão dos judeus da Espanha, em 1492, a família Bar-Sheshet estabeleceu-se no Marrocos e continuou a produzir shofars, aprimorando sua arte através dos séculos.

Em 1947, iniciou-se mais um grande capítulo na história da família Bar-Sheshet, quando Meir Bar-Sheshet imigrou para Israel a bordo do navio Exodus – uma viagem que já entrou para a História, imortalizada em filme e livro. Enquanto permaneceu preso num campo de refugiados aguardando permissão para entrar em sua antiga terra, Meir criou um shofar com suas próprias mãos, utilizando o parco material que conseguiu encontrar ali. No ano seguinte, 1948, abriu um ateliê em Haifa, começando assim o estabelecimento da empresa familiar Bar-Sheshet.

 

Enquanto isto, no vilarejo polonês Wlodawa, outra tradição familiar se iniciava. Assim como o filho do Ribash, também o rabino Yacov Rossman começou a produzir pentes refinados e colheres a partir de chifres e, em seguida, iniciou a confecção de shofars. Seu talento era tão excepcional que os shofars que produzia eram aclamados por comunidades judaicas de toda a Polônia.

Em 1927, o rabino Rossman imigrou à Palestina, tornando-se o primeiro fabricante de shofar na então nova cidade de Tel Aviv, a primeira cidade hebraica da era moderna. O rabino não teve filhos, então decidiu passar seu conhecimento e talento para o primo, Avraham Ribak, que continuou a tradição familiar no exato local onde Rossman fez seu primeiro shofar em solo israelense.

Hoje, Eli Ribak, o filho de Avraham Ribak, e Zvi Bar-Sheshet, filho de Meir Bar-Sheshet, administram a empresa em parceria. As longas tradições destas duas famílias de devoção a uma arte única podem ser claramente vistas na beleza de seus shofars, buscados por comunidades religiosas e colecionadores de todo o mundo.

aboutImage

Meir Bar-Sheshet testa um shofar, visto por crianças da vizinhança

Assista a versão em hebraico aqui

 

 

 

Avraham Ribak explicando os diferentes tipos de shofars
אברהם ריבק ז”ל מספר על הסוגים השונים של השופרות
Assista no YouTube: Link     (em hebraico, COL)

 

Avraham e Eli Ribak falam de suas tradições familiares
אברהם ריבק ז”ל ואלי, בנו – ממשיך השושלת, מספרים על המסורות המשפחתיות
Assista no YouTube: Link     (em inglês, JPost)

 

A história da tradição de produção de shofar da família Bar-Sheshet
סיפור שושלת משפחת ברששת כפי שתועד במצלמות מבט בתאריך ה-06/09/10
Assista no YouTube: Link     (em hebraico, Mabat)

 

Avraham e Eli Ribak falam de suas tradições familiares
אברהם ריבק ז”ל ואלי, בנו – ממשיך השושלת, מספרים על המסורות המשפחתיות
Assista no YouTube: Link     (em idish)